Noticias


POSSE DA NOVA EQUIPE DE GESTÃO DA SOBRAL

No sábado, dia 08 de Julho de 2017, aconteceram as eleições na sede da Sobral, em São Paulo, para o bîênio 2017 - 2019. Foram eleitos e tomaram posse a nova Diretoria Executiva, composta por Silvania Rita Ramos ( Presidente), Jaqueline Maria Sardenberg Ângelo ( Vice-Presidente) , Claudia do Amaral Martins ( Secretária) e Maria Renata do Nascimento Malheiro Prado ( Tesoureira). Ainda compõem a equipe da Sobral, Gestão 2017 - 2019, os Conselheiros Fiscais , Sônia Aparecida Rodrigues de Oliveira Biffi, Diogo Arnaldo Correa, Maria Inês Pereira Tavares e José Roberto Franzen.

PROCESSO ELEITORAL

Está aberto o período de recebimento de chapas para concorrer à eleição da próxima diretoria da SOBRAL, biênio 2017/2019. Os interessados deverão entrar em contato através do e-mail sobralog@terra.com.br solicitando informações de como deverão proceder. Prazo para o envio das chapas: de 05.06.2017 a 05.07.2017.

|

Carta do Instituto Viktor Frankl a respeito da FLP-EU e distorções dos fundamentos da Logoterapia

February 8, 2016

|

Traduzido por Élison Santos

 

Tomei a liberdade de traduzir esta carta do Instituto Viktor Frankl por considerar o mérito importante para todos que trabalham com a Logoterapia no mundo e em especial aqui no Brasil. Uma vez que alguns tomam iniciativas de monopolizar termos e aspectos relacionados à Logoterapia ou a qualquer conhecimento ou teoria científica, bem como de distorcer ou deturpar fundamentos claramente documentados por seus autores, é importante que se tome ciência de que isto pode acontecer não apenas no caso da FLP a que se refere esta carta, mas em qualquer lugar do mundo, por qualquer pessoa que se veja com tais direitos e infelizmente coloque seus interesses comerciais acima dos interesses do desenvolvimento científico.

 

A Logoterapia é uma abordagem que tem ajudado a muitos em todo o mundo e não deve ser falsamente utilizada para avalizar teorias que em suas bases, de fato, a contrariam. Fundamentos como o de Alfried Längle e outros autores não representam os fundamentos de Viktor Frankl e esta carta também deixa isto bem claro. Desta forma, uma vez mais não parece haver outra forma de se conhecer profundamente a Logoterapia senão pelo estudo aplicado dos escritos de Frankl, em especial, através dos institutos de formação filiados e reconhecidos pelo Instituto Viktor Frankl.

 

Élison Santos

Psicólogo Clínico

Logoterapeuta

 

Comentário do Instituto Viktor Frankl referente

à FLP-EU (Federação de Logoterapia Profissão – Europa)

(Viena, 6 de janeiro de 2016)

Nos últimos dias recebemos um número de e-mails perguntando sobre uma propaganda distribuída pela FLP-EU (Federação de Logoterapia Profissão – Europa).

A confusão é devido ao fato de que a circular da FLP-EU foi anexada a uma carta conjunta de Ano Novo da Sociedade Alemã de Logoterapia (DGLE) e o Instituto Viktor Frankl (VFI). Isto falsamente sugeriu para muitos leitores que o VFI é afiliado à FLP-EU ou apoia a afiliação à FLP-EU e a compra de uma patente da marca-imagem-palavra (Logoterapist®).

Aqui oferecemos algumas informações essenciais. A carta de Ano Novo foi escrita depois de uma discussão no Fürstenfeldbruck. O objetivo da discussão gentilmente proposta por Otto Zsok foi melhorar as relações pessoais, muitas vezes tensas, entre o conselho de diretores da DGLE e do VFI. Os desacordos e problemas mencionados na carta ainda não foram resolvidos, mas apesar de diferenças factuais concordamos ser mais apresentáveis.

Infelizmente esta carta de Ano Novo foi agora usada pela circular da FLP-EU sem consulta prévia ao VFI, envolvendo o VFI em um assunto que não pode apoiar.

Para novamente esclarecer. O VFI não tem nada a ver com a FLP-EU e não apoia tal iniciativa. A equipe do VFI, como a maioria dos logoterapeutas internacionalmente, está por outro lado preocupada com o que se desenvolve entre a DGLE e a FLP-EU por alguns anos.

Uma vez que infelizmente tenha faltado transparência na discussão sobre isto, gostaríamos de mencionar algumas poucas razões chaves pelas quais o VFI, como muitos de seus parceiros de longa data, não pode apoiar os objetivos e meios da FLP-EU.

 

Por favor, dedique um tempo para ler e entender estes pontos chaves e decidir por si mesmo se o modelo da FLP-EU serviria como uma boa base para o futuro europeu ou internacional da Logoterapia Frankliana.

1. Redução e limitação da logoterapia à um aconselhamento psico-social

A FLP-EU emitiu uma carta (FLP-EU) que é mandatória para institutos membros e define a organização da imagem profissional da logoterapia na Europa. Na carta a logoterapia é definida como “que não substitui o tratamento psicoterapêutico mesmo no caso de transtornos psicológicos” (Patente p. 3, top).

Enquanto partes centrais do trabalho de Viktor Frankl são basicamente sobre psicoterapia existencial ou tratamento psicológico ou transtornos mentais, orientado ao sentido, sua aplicação é explicitamente eliminada pela carta da FLP-EU de ser parte do trabalho de um “FLP-EU Logoterapeuta®). A ‘terceira abordagem Vienense de psicoterapia’ é desta forma reduzida a ser uma forma de autoajuda orientada ao sentido visando melhorar ou curar desconfortos psicológicos.

Com tal declaração oficial a carta da FLP-EU enfraquece as iniciativas nacionais e internacionais de reorganizar a logoterapia como psicoterapia. Nenhuma autoridade legal irá acreditar uma escola de psicoterapia como tal se sua ‘associação profissional Europeia’ a declara desde o início ser “não um substituto para psicoterapia” e “não um tratamento para transtornos psicológicos”.

Além do mais, já houve uma tentativa – por Alfried Längle em Viena – de limitar desta forma e negar à Logoterapia o status de tratamento para transtornos psicológicos (psicoterapia). A definição da FLP-EU de tratamento por logoterapia coincide com seu:

No GLE nós fundamos a mais adequada definição de logoterapia para ser um tipo de aconselhamento e tratamento orientado ao sentido. [...] Afinal, o objetivo de Frankl não foi de fundar um novo tipo de psicoterapia mas apenas criar um suplemento (Längle 1995:8f.)¹

Em contrapartida, especialmente desde 1955, Viktor Frankl definiu a logoterapia como uma ‘psicoterapia orientada ao sentido’ e em um dos textos base recentes, definiu a logoterapia e análise existencial desta forma:

Análise existencial e logoterapia são dois lados da mesma teoria. De fato, a logoterapia é um método psicoterapêutico de tratamento onde a análise existencial é uma direção antropológica de pesquisa. (Frankl 1994:57f)²

É claro que Viktor Frankl também apontou, repetidas vezes, que a logoterapia tem muitos outros campos de aplicação do que apenas o tratamento psicoterapêutico. Como as duas precursoras da logoterapia, a psicanálise de Sigmund Freud e a psicologia individual de Alfred Adler, a logoterapia é usada com sucesso como um aconselhamento psicossocial. Contudo, ‘mais que apenas psicoterapia’ não significa, como definido na carta da FLP-EU, ‘menos que’ ou ‘qualquer coisa a não ser psicoterapia’.

Em contrapartida, de acordo com Frankl a logoterapia é primeiramente e principalmente psicoterapia: psicoterapia específica (no caso de neuroses noogênicas) e não especificamente psicoterapia (no caso de transtornos psicogênicos) e ‘intervenção médica’ (por exemplo para o homo patiens). A maioria de seu trabalho acadêmico é devotado a este campo de aplicação psicoterapêutico (de acordo com sua bibliografia, cerca de 75% dos artigos de periódicos acadêmicos depois de 1955).

Viktor Frankl apoiou claramente, ao mesmo tempo, empreendimentos para encontrar novas aplicações para a logoterapia, tais como aconselhamento filosófico, cuidados paliativos, coaching, psicologia pastoral, etc. Mas estas aplicações logoeterapêuticas também são baseadas na fundação clínica e científica do modelo validado da psicoterapia Frankliana, i.e. logoterapia e análise existencial. Esta fundação distingue estas aplicações de outras oferecidas no mercado.

Viktor Frankl desta forma deixou luminosamente claro que a interpretação de Alfried Längle dos conceitos da ‘análise existencial’ e da ‘logoterapia’ não podem ser reconciliados com o significado original, então compreendemos como enganador quando a DGLE e a FLP-EU reivindicam em suas apresentações que eles são ‘discípulos de Viktor Frankl’ enquanto expressam em sua carta uma definição de logoterapia da qual ele declarou não mais reconhecer.

O VFI é comprometido com o trabalho psicoterapêutico de Viktor Frankl, seu legado e objetivos. Por mais que tenhamos a esperança de um bom relacionamento de trabalho depois da carta de Ano Novo, temos que dirigir nossa atenção a estes desenvolvimentos problemáticos e o desvio do significado original da logoterapia, deixando claro que a oferta de reaproximação pessoal expressada na carta de Ano Novo não representa aprovação direta ou indireta deste desvio da logoterapia original de Viktor Frankl.

Muito pelo contrário, ao ver estes fatos, podemos apenas aconselhar a abstenção destes desenvolvimentos, uma vez que colocam em perigo o futuro da logoterapia como parte de uma ajuda e cura profissional e ameaçam deixá-la desmoronar uma vez e para sempre no mercado obscuro de questionáveis ofertas psicológicas.

2. Considerações legais / Tendências de monopolização do título FLP-EU-‘Logotherapist®’

A nosso ver, não apenas a interpretação do conceito, mas também a posição legal da marca registrada é altamente problemática. Não está claro, por exemplo, porque a marca registrada ‘Logotherapist®FLP’, legalmente validada na Europa, deva ainda ser ou continuar sendo registrada de acordo com a secretaria de patentes europeia (data de questionamento 6 de fevereiro de 2016), uma vez que é propriedade privada do Sr. e Sra. Stegmaier até o ano 2024.

É profundamente preocupante que o título profissional agora monopolizado de European FLP-Lototherapist® (FLP-Logoterapeuta® Europeu) deva ser uma marca registrada em mãos privadas. Contudo, não foi este proprietário privado da marca, e sim Viktor Frankl quem cunhou o termo ‘logoterapeuta’ como o praticante de um método psicoterapêutico destinado definitivamente a ajudar e curar.

Claro está que todos são livres para definir e desenvolver um novo negócio, para fundar uma associação sobre isto e registrá-la privadamente ou no nome de uma sociedade como uma marca registrada, e patenteá-la, mas não podemos ficar de braços cruzados e deixar que o estabelecido nome ‘logoterapeuta’, no qual Viktor Frankl e muitos de seus alunos trabalharam para o desenvolvimento clínico e psicoterapêutico e seu reconhecimento, às vezes por anos a fio, seja usado como uma marca privada para uma versão limitada e enganosa da logoterapia vendida como “atualizada”.

Se não pelo comprometimento ao conhecimento sábio, ao menos a integridade científica deveria ser razão suficiente para liberar este nome novamente e deixá-lo ser usado uma vez mais no sentido definido por Viktor Frankl.

Além disso, o logoterapeuta FLP-EU (FLP-EU-logotherapist®) em treinamento deve ou devia assinar um contrato de acordo com o qual ele deve deixar de chamar a si mesmo de  “logoterapeuta” com ou sem o registro da marca ®- e a designação de membro depois de deixar a FLP ou o instituto FLP  de treinamento, i.e. é ou era pedido a ele que renunciasse ao direito de ser chamado de logoterapeuta:

(Escaneado do contrato de treinamento DGLE/FLP)

Tradução: “Como trainee em logoterapia, eu consinto usar o termo ‘logoterapeuta’ (com e sem ®, e com ou sem a etiqueta ‘DGLE’) apenas em conexão com a licença da DGLE”.

Em segundo lugar, é ou era pedido a ele a conferir seus direitos de publicação durante o treinamento em logoterapia à instituição respectiva da FLP-EU que o treinasse:

(Escaneado do contrato de treinamento DGLE/FLP)

Tradução: “Eu, por este meio, concedo os direitos iniciais de publicação a DGLE de todos os textos e/ou notas escritas durante meu treinamento”.

Este tipo de monopolização e controle, e a mentalidade por trás disto, são completamente estranhos não apenas à logoterapia e análise existencial, mas à clínica e organismos científicos em geral.

Conclusão

O VFI não está adotando uma ‘posição especial’ na questão acima. Está apenas cumprindo sua obrigação ao chamar a logoterapia, no sentido dado a ela por Viktor Frankl, para ser utilizada agora como antes, em todo o espectro da teoria psiquiátrica, psicoterapêutica, clínica, consultiva e de aconselhamento, na pesquisa e na prática e não para ser distanciada ou cortada do seu domínio central da psicoterapia sendo patenteada por todo mercado europeu.

Estas (e muitas outras) reservas foram manifestadas várias vezes pelo conselho da DLGE/FLP e vários representantes ao longo dos últimos anos, não apenas pelo VFI, mas também por professores e colegas de longa data dentro e fora da DGLE.    

Embora esperamos por uma solução conjunta para estes problemas e um prolongado bom relacionamento com os representantes da FLP-EU, não podemos fechar os olhos para estes problemas, por isso devemos salientar uma vez mais com devida clareza e concisão:

O VFI não pode apoiar a FLP-EU pelas razões acima e aconselha aos amigos e colegas nos institutos-membros acreditados da Associação Internacional de Logoterapia e Análise Existencial a não cooperar ou se tornar membros da FLP-EU.

Devido às diferenças interpretativas, legais e formais, uma dupla filiação (da Associação Internacional de Logoterapia e Análise Existencial no VFI e na FLP-EU) não parece ser atualmente congruente ou admissível.

Viena, 6 de fevereiro de 2016

Mag Michael Thir, B.A.

Psicólogo Clínico na Clínica Mauer, 2º Departamento Psiquiátrico para Psicoterapia de Pacientes Internados, Departamento de Pesquisa, Instituto Viktor Frankl em Viena

Univ. – Prof. Dr. Franz Vesely

Arquivo Escrito, representante dos direitos de publicações e livros, membro do conselho do Instituto Viktor Frankl em Viena

Univ. – Prof. Dr. Alexander Batthyány

Presidente - Viktor Frankl fundações teóricas de psicologia, IAP (Academia Internacional de Filosofia) em Liechtenstein; professor visitante de logoterapia e análise existencial na Universidade Instituto de Psicanálise, Diretor Departamento de Pesquisa Instituto Viktor Frankl em Viena

[1] Längle, A. (1995). Logotherapie und Existenzanalyse - eine begriffliche Standortbestimmung. In: Existenzanalyse 12-1, 5-15

[2] Frankl, V.E. (1994). Grundriss der Logotherapie und Existenzanalyse. In: Logotherapie und Existenzanalyse, München. 57f.

RECEBIMENTO DE CHAPAS PARA ELEIÇÃO DA NOVA DIRETORIA DA SOBRAL - Biênio 2015-2017

A partir de 15 de Julho de 2015 a SOBRAL estará recebendo a apresentação de chapas para a eleição da nova Diretoria do biênio 2015-2017. Para maiores informações sobre o processo de envio de chapas, entrar em contato com a SOBRAL pelo e-mail: sobralog@terra.com. A Assembleia Geral de Eleição e Posse da Nova Diretoria está prevista para o dia 15 de Agosto deste ano.

* Acreditação ao Instituto Viktor Frankl de Viena

A SOBRAL foi credenciada neste ano ao Instituto Viktor Frankl de Viena, instituição de referência internacional que reúne as produções e iniciativas diretas do Dr. Frankl e os profissionais que atuam a partir da Logoterapia, bem como diversos trabalhos de Logoterapia no mundo todo. Essa acreditação desvela mais intensamente a identidade e missão da SOBRAL, contribuindo para que integre de forma ainda mais integrada no seu trabalho educativo e formativo a fidedignidade às obras de Viktor Frankl a partir do vínculo direto ao Instituto de Viena. Portanto, constará em todos os Cursos e iniciativas da SOBRAL a partir deste ano o selo do Instituto Viktor Frankl de Viena, enfatizando ainda mais a qualidade e importância de nossos trabalhos, e garantindo a todos aqueles que participarem de nossas iniciativas uma peculiar expressividade na tarefa de levar adiante os ensinamentos e a prática da Logoterapia no Brasil.

NOVA DIRETORIA DA SOBRAL – Biênio 2013-2015

No dia 20 de Julho de 2013 ocorreu, na sede da SOBRAL, a Assembleia Geral de Eleição e Posse da sua nova Diretoria para o biênio 2013-2015. A chapa vencedora foi a chapa LOGOUNIDADE composta pelos seguintes membros:

Presidente: Diogo Arnaldo Corrêa
Vice Presidente: Marilucy Nardelli Wandermuren Marucci
Tesoureira: Sonia AparecidaR. O. Biffi
Secretária: Valéria Cristina de Brito Turci

Conselho Fiscal:
Cícera Rodrigues Yoshimoto
Maria Tereza Pereira Militão da Silva
Melissa Greve Fiorentino Steula
José Roberto Franzen

Processo Eleitoral

Está aberto o período de recebimento de chapas para concorrer à eleição da próxima diretoria da SOBRAL, biênio 2013/2015. Os interessados deverão entrar em contato através do e-mail sobralog@terra.com.br solicitando informações de como deverão proceder. Prazo máximo para o envio das chapas: 06.07.2013.

Nota de Agradecimento

A SOBRAL torna público sua gratidão por todo empenho e dedicação para a divulgação e fortalecimento da Logoterapia e Análise Existencial no Brasil à Sra Iva Folino Proença que faleceu no último dia 11.10.2012. Além de seu trabalho pessoal, Iva Folino Proença também fez parte da Diretoria da Sobral, sendo uma de suas presidentes.

Formação reformulada

Estamos em um novo momento da nossa formação na Sobral: O nosso curso de Especialização em Logoterapia e Análise Existencial, mantendo a mesma fidelidade aos pressupostos do Dr. Viktor Emil Frankl e, o mesmo cuidado e seriedade que sempre o caracterizou, foi reformulado de acordo com as exigências do MEC para o seu reconhecimento, o que acontecerá a partir da conclusão da 1ª turma nesta nova forma cujo início das aulas está previsto para o 2º semestre de 2012.

Associados

Se você tem interesse em participar do quadro associativo da SOBRAL contate-nos pelo e-mail: sobralog@terra.com.br

Curso de Aprimoramento e Especialização itinerantes

A Formação, oferecida pelos cursos de Aprimoramento e Especializações, é itinerante e pode ser realizada nos estados do Brasil. Para saber as exigências e critérios para esta oportunidade, contate-nos pelo e-mail: sobralog@terra.com.br

Módulos avulsos da Especialização

Os módulos das Especializações podem ser cursados de modo avulso. Verifique o conteúdo dos módulos em nosso menu "Cursos" e no menu "Calendário" a data do mesmo. Contate-nos para realizar sua inscrição: sobralog@terra.com.br


TAGS

noticias

INSTITUCIONAL
Quem somos
Logoterapia
Viktor Emil Frankl
MIDIA
Artigos
Noticias
Links
Videos
Fotos
EDUCAÇÃO
Cursos
Calendário
Eventos
Bibliografia
CONTATOS
Fale conosco
Newsletter